Browsing Tag:

livro

    Livros

    Resenha: Livro de Marcar Filmes

    livro_filmes

    Primeiro de tudo, eu AMO livros interativos. Foi uma das melhores ideias que poderiam ter inventado nesses últimos anos. E com o crescimento do “gênero” no nosso país, a expectativa está ficando cada vez maior. O mínimo que eu espero de um livro interativo é que ele seja diferente. Cores diferentes, diagramação diferente, texturas diferentes. Em outras palavras: o livro tem que ser bonito!

    E isso super acontece com o Livro de Marcar Filmes. O formato é menor que um livro comum mas a boniteza dele é bem maior, hahaha. A começar pela capa! Além de ser uma cor super vibrante, a capa tem uma textura diferenciada. A parte rosa é bem ásperazinha, o que torna a sensação de segurar o livro muito boa. Tenho vontade de ficar alisando a capa o dia todo, hahaha. Resumindo: se você está procurando um livro bonito pra fazer parte da sua decoração, ele é perfeito!

    FullSizeRender-2Now, let’s get to business. Porque nem só de capa se faz um livro. O design e diagramação do interior é tão lindo quando o exterior. Tudo rosinha (<3), com ícones fofos e fontes agradáveis. E é claro, estamos falando de filmes aqui então, o livro é todo divido nos assuntos que mais interessam nesse quesito. Como por exemplo, existe uma parte dedicada a todos os filmes que já ganharam o Oscar de melhor filme até 2015, contando com um espaço para acrescentar os filmes ganhadores até 2019! Em praticamente todo o livro, os filmes estão acompanhados de checkboxes (ou quadradinhos, hahaha) de assistido e a assistir para você marcar.

    A organização é boa e os tópicos interessantes mas, confesso que achei o livro mais divertido do que funcional. A princípio não qual era o objetivo entre esses dois. Não espere que você vai poder marcar e organizar todos os filmes que você já viu na vida (até porque em alguns tópicos dá pra pouco mais que 10 filmes). Basicamente, é para os “extremos”, você coloca os filmes que MAIS gosta e na parte “filmes que odiei” coloca os que MAIS odeia, por exemplo, e não todos que você odiou na vida.

    Outro ponto a ressaltar, na parte “animações mais legais” vou ter um problema pra preencher, hahahaha. A Disney freak aqui não vai poder escolher apenas seis filmes. Então, como eu disse ali em cima, é só para os favoritos MESMO.

    FullSizeRender-3

    No geral, achei um livro super fofo. Lindo de usar na decoração, diferente e divertido. Os requisitos básicos de um bom livro interativo. Mas, não vai ser um espaço para você catalogar filmes, hahaha. Se quiser fazer isso, ao melhor estilo Skoob, recomendo procurar um site especializado.

    Share:
    Livros

    Resenha: A Queda dos Anjos

    anjos

    O que dizer dessa série, que mal conheço e já considero pakas. Hahahaha. Diferente de Nunca Jamais, fiquei super animada pra ler A Queda dos Anjos. Pois, depois de ler a sinopse, vi que ele se encaixa perfeitamente no meu gosto para livros. Posso dizer com todas as letras que não me decepcionei. <3

    Apesar do intuito da trama ser uma pegada mais sombria, a leitura é bem leve e rápida. Outro livro para comer com ketchup e maionese! Os personagens são bem desenvolvidos e o que eu gostei muito é a história não se passar nem muito rápido e nem muito devagar. Existem livros que demoooooram pra chegar ao ponto. Já outros chegam nele rápido demais. A Queda dos Anjos está na medida certa.

    Apesar de ter achado muito amor (<3), tenho alguns pontos “negativos” (só que não). Hahaha. Não chegam a ser pontos negativos, pois não foram suficiente pra diminuir uma estrela na nota. Enfim, alguns tópicos a ressaltar: isso até não me incomoda tanto mas, o enredo é muito simples, basicamente o que você leu ali em cima. Penryn vai atrás da irmã com a ajuda de um anjo. E… só. Hahaha. O livro nos mostra um cenário pós-apocalíptico. Cria váaaarias perguntas e não responde nenhuma delas. Como por exemplo: what the f*ck happened?! Mas como eu disse, isso não chega a ser um problema, afinal teremos mais livros (yaaay! Dá um ligeirão aí Galera. <3)

    Mas o que realmente me incomodou bastante (mas não o suficiente pra baixar uma estrela, hahaha) foram os anjos. A autora passa o livro inteiro falando como eles são os phodas, e os humanos seres inferiores não dignos de atenção. E ainda assim, os anjos falam como humanos. Fiquei tipo: what?! É claaaro, não acho que eles deveriam falar como se estivessem fazendo um discurso presidencial mas né. Podiam falar de um jeito diferente. Afinal, conforme eu ia lendo, eu esquecia que o Raffe e os outros eram anjos, pois pareciam como qualquer outra pessoa falando.

    anjos_foto

    anjos_grito

    Agora a parte interessante: eu super curti o livro? SIM! Amei. Mesmo. Shippei o casal. Adorei o cenário pós-apocaliptico. E estava achando um livro super amor… Até chegar no final. Gente. OMG. Se você gosta de American Horror Story, A Queda dos Anjos é um MUST. Eu estava super de boa e do nada o livro vem super CREEPY pra cima de mim, hahahaha. Creepy mesmo! Não estava esperando e achei demais. Porque não pouparam nem os “inocentes”, hahaha. É de sangue e tripas pra cima! Amei. <3 Só leia, que é sucesso!

    Compre: Submarino  •  Saraiva

    Facebook   //   Instagram   //   Twitter   //   Bloglovin   //   Skoob

    Share:
    Livros

    Resenha: Nunca Jamais

    nuncajamais

    Preciso confessar. Estava com certo receio desse livro. A minha experiência com livros de mistério fica na base de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, hahahaha. Já falei em outras resenhas, os meus gêneros de livros favoritos são distopias e fantasia. Não importa o gênero “extra”. Pode ser romance, terror, galinha pintadinha, ou whatever. Desde que tenha algo que não exista no nosso mundo “real” (uma Terra diferente, poderes, criaturas, etc). Então, com Nunca Jamais, senti aquele receio que todo mundo sente quando vai sair da zona de conforto. Tinha medo de não conseguir ler tudo, odiar, achar chato e de ter que me forçar a ler. Man, was I wrong

    Resumindo: com 20 páginas lidas eu estava tendo um ATAQUE de ansiedade/nervosismo pra saber o quê diabos estava acontecendo! E eu amei isso, hahaha. O enredo é relativamente simples: a Charlie e o Silas perderam a memória e devem descobrir como e porquê. Mas, o livro foi escrito de uma maneira muito descontraída que parece que você está de fato vivendo aquilo ou, ao menos, faz você pensar em como seria se isso acontecesse com você. E então, você aprende, junto dos personagens, coisas básicas como: “onde eu moro?” e “qual o nome dos meus pais?”. Apenas, incrível.

    E os personagens. Amei. Simplesmente, amei. São extremamente cativantes. Principalmente, a Charlie. Gostei muuuito dela porque achei que temos personalidades MUITO parecidas, com excessões em alguns quesitos, hahahaha. Ela é muito forte, determinada e independente e quanto mais fraca/frágil ela se sente, mais durona ela fica. <3 E o Silas é amor, apenas. Hahahaha. Ele é o típico cara que todas nós já sonhamos um dia!

    “Não existe protocolo a ser seguido quando alguém quer consolar a namorada de quatro anos que conheceu pela manhã.”

    Eu amei tanto (muito mais do que eu achava), que acabei começando e terminando o livro no mesmo dia! Simplesmente comi com ketchup e maionese. Foi uma delícia! <3 Afinal, a linguagem é muito fácil e rápida de ler. Como sou acostumada a ler livros em inglês, quando leio em português fico atenta em como o livro foi traduzido. E achei ótimo. Então, tudo somou para que eu devorasse o livro inteiro rapidinho! Outra coisa que adorei, o nome em inglês do livro também foi colocado na capa. <3

    nuncajamais_foto nuncajamais_gritos

    Enfim, o livro é muito bom. Bem desenvolvido, os personagens cativantes, enfim, estava adorando mas de maneira normal, sabe? Antes de chegar ao final, estava apenas considerando um livro bom. Agora, imagine a seguinte situação: você está sentando em algum lugar, fazendo qualquer coisa aleatória (lendo um livro, perhaps?), e do nada chega alguém e mete uma torta na sua cara! Essa foi a reação que tive quando cheguei ao final. Eu sou o tipo de pessoa que quando está lendo ou vendo algum filme, consigo prever o que vai acontecer em seguida (mas eu guardo isso pra mim, ficar contando o filme no cinema pros amiguinhos não é legal, tá people?). É automático. Meu cérebro vai analisando as várias possibilidades e chega na mais provável. Bom, tenho até vergonha de admitir isso. Mas eu não esperava aquele final. E foi nesse momento que o livro deixou de ser bom, pra ser incrível! Quando fechei o livro estava com sangue nos olhos, hahahahaha! E a única coisa que posso dizer é: quero mais.

    Compre: Submarino  •  Saraiva

    Facebook   //   Instagram   //   Twitter   //   Bloglovin   //   Skoob

    Share:
    Livros

    Resenha: Reached (Conquista) • Ally Condie

    reachedHeey! Antes de mais nada, quero dar um aviso. Devido ao retorno das minhas aulas na faculdade, a frequência de posts passará a ser uma vez por semana, nas terças-feiras. Voltando a programação normal: senhoor, que alegria, acabei esse livro, finalmente, aleluia irmãos, socorro! Tá, não é pra tanto. Mas, vou dizer, estava muito ansiosa pra terminar essa série. Porque desde o primeiro livro, ela não me conquistou. É boa? É. Mas não é óoootima. Se você perdeu as resenhas dos dois livros anteriores, clique aqui e aqui. E vamos, lá!

    Título original: Reached
    Título Brasileiro: Conquista
    Autor(a): Ally Condie
    Nota:
    Páginas: 512
    Lançamento: 2012
    Editora: Speak
    Idioma: Inglês
    ISBN: 9780142425992
    Comprar: SubmarinoSaraiva

    Sinopse: Depois de deixar a Sociedade para buscar desesperadamente a Insurreição (The Rising), e um ao outro, Cassia e Ky encontraram o que estavam procurando, mas ao custo de perder um ao outro mais uma vez. Cassia é mandada à Cidade Central, Ky fora das fronteiras, um piloto com Indie. Xander é um médico, com um segredo. Muito em breve, tudo muda novamente.

    Fonte: Skoob

    Ok. Pra começo de conversa, como vocês sabem (ou  não), estava lendo essa série em inglês. E agora, procurando pela tradução dos termos me dei de cara com Insurreição. Tipo… seriously people? Dá pra fazer bem melhor que isso né equipe da tradução? Então saibam que, quando eu falar The Rising, me refiro a “Insurreição”, hahaha.

    Mais uma vez, tenho queixas sobre o livro. E mais uma vez é sobre: nada acontece, praticamente, no livro inteiro! E não, dessa vez não estou exagerando. Pelo menos uns 70% do livro é tomado por capítulos que não acrescentam absolutamente nada a tudo que está acontecendo na história. Eu não espero que uma bomba exploda a cada 3 linhas do livro, mas eu leio esse gênero justamente para escapar da minha vida normal e sem graça, hahaha. Veja Percy Jackson por exemplo, cada virada de página é uma ansiedade pra saber o que vai acontecer. Isso não acontece nessa série.

    O que nos leva a minha segunda queixa, a passagem do tempo na história. Em alguns livros, como Game of Thrones, passar de um capítulo para outro te leva a dias, meses, a frente do que está acontecendo e funciona. Mas em Reached, isso não funciona. De um capítulo para o outro se passam várias semanas, mas fica subentendido em algumas partes, que essas semanas que a autora “pulou” aconteceu algo relativamente importante, que ajudaria no desenvolvimento da história. Outra coisa é, tem toda essa lentidão na primeira metade do livro e a partir da segunda metade, quando as coisas começam a ficar um pouco mais interessantes, tudo começa a acontecer muito rápido! Não tem um equilíbrio.

    Algo que me incomoda desde o primeiro livro, é o fato do mundo não ser explorado. É um livro distópico, ou seja, estamos em um mundo, ambiente, sociedade, diferentes de como acontece na nossa Terra. Mas a autora não desenvolve isso, ela fica naquela rodinha Cassia, Ky e Xander. Daí o mundo tá explodindo lá fora, mas nós, os leitores, não estamos sabendo de nada. Eles falam do “Inimigo” várias vezes durante o livro, mas quem diabos é o Inimigo?  The Otherlands (não achei a tradução dessa), algo como as “outras vilas”, são introduzidas em Reached, mas o que que é? A pior coisa é introduzir algo na história e não explicar ao leitor em algum momento. A autora faz todo um suspense em cima disso, dizendo que quem vai pra lá nunca volta, mas não dá explicação nenhuma depois.

    E minha última reclamação: o antagonista. A Sociedade? A “Insurreição” (-.-)? Esse conceito fica bem confuso, a história apresenta essa luta contra o sistema que a Sociedade impõem, daí temos uma rebelião que na verdade não está se rebelando contra nada, pra terminar lutando contra uma doença que caiu de paraquedas na história. Tipo… Ahn?! Eu até diria que o antagonista é o tempo. Isso seria legal, né? Só que através do livro eu não consegui sentir aquela ansiedade e adrenalina que uma pessoa, normalmente, sentiria caso a população inteira estivesse morrendo devido a um vírus letal e contagioso.

    Mas não posso dizer que não gostei inteiramente, e agora, depois de ter terminado, confesso que sinto falta! Mesmo achando que várias partes do livro foram mal-desenvolvidas e algumas questões ficaram em aberto. E o que posso dizer é que esse é o tipo de livro que você precisa ler e tirar suas próprias conclusões. O livro é todo voltado pra poesias e tal, mas eu que não sou nem um pouco fã de poesia, posso não ter entendido as coisas de maneira correta. Mas no fim, eu gostei e valeu a leitura.

    fangirl_no

    E é isso. Espero que tenham gostado da resenha. Em breve, teremos muito mais! <3 Não esqueçam de curtir a fanpage, viu? Xoxo.

    Share:
    Livros

    TAG: Deuses do Olimpo

    tag-01

    Heeey! Post novo e com a primeira TAG do blog! <3 Me apaixonei por essa tag quando eu vi. Achei super criativa e divertida, e curti o momento de pensar em como iria responde-la. Pra começar a conversa, essa é uma tag literária. Foi criada pelos meninos dos blogs Encontro com livros e Diálogo literário. E eu fui indicada pela Majú do blog Niinety Eight. <3

    As regras da tag são as seguintes:
    • Taguear no mínimo 5 blogs.
    • Contar quem são os criadores da TAG, inserindo os links.
    • Contar quem te indicou e inserir o link do blog.

     

    1-  Zeus • Rei dos deuses: Qual o livro é o rei da sua estante?

    Pra começar bem a primeira tag do blog, o primeiro item está em branco! HAHAHAHA. Julguem-me. Mas eu pensei, pensei e pensei e simplesmente não consegui eleger o meu livro rei! Eu gosto de muuuuitos livros mas ainda estou em busca daquele que eu irei dizer que é o THE ONE! O escolhido. O livro que vou deixar na minha cabeceira todos os dias. <3 Infelizmente, isso ainda não aconteceu. :( E não me pareceu certo colocar qualquer livro que eu gosto só pra preencher a tag.

     

    2- Hera • Deusa do casamento: Um casal que você shippa?

    Ren e Kelsey/Ren e Kishan: não sei se já falei aqui no blog, mas eu odeio triângulos amorosos. Qual o problema de criar um casal normal como qualquer outro?! Hahaha. Só que simplesmente não resisto a esses três da série da Maldição do Tigre. Geralmente, quando tem um triângulo você escolhe um e fica odiando o outro por existir. Mas isso não aconteceu comigo nessa série. Consegui me apaixonar pelos dois! <3 E qualquer um que a Kelsey escolhesse eu iria ficar feliz, hahaha. A autora escreveu esse livro brilhantemente bem então, isso contribuiu demais para que eu amasse esse triângulo perfeito. <3 Recomendo demais a leitura!

     

    3- Poseidon • Deus dos mares: Um livro que você jogaria no mar do esquecimento?

    livro2Storm of Swords: antes de me julgarem, eu amooo Game of Thrones. Mas simplesmente não consigo ler os livros. Li os dois primeiros da série me forçando demaaaais. Até comecei o terceiro, só que não vai. Não rende. Tem alguma coisa totalmente errada comigo em relação aos livros dessa série. Até achei que era o excesso de detalhes mas, os livros do Tolkien (quem conhece sabe do que estou falando) eu consigo ler com uma fluidez enorme, super rápido. Tenho outros livros do George que ainda não li (como a série Wild Cards), e estou torcendo para não serem iguais os de GOT. Já me sugeriram pular os personagens que eu não gosto e ler do mesmo personagem de uma só vez. Ainda quero tentar fazer isso mas, até lá… Fico por aí! Hahaha.

     

    4- Deméter • Deusa da agricultura: Imaginando que sua bagagem literária é uma árvore, qual foi o livro semente?

    livro3A Bússola de Ouro: ahhh esse é meu xodó. Eu entrei tarde pro mundo da leitura. Eu odiava ler! Peguei raiva daquelas leituras de escola (que até hoje odeio – Machado de Assis/Mario Quintana – me julguem) e por causa disso, abominava qualquer tipo de livro. Mas, um belo dia, estava visitando a feira do livro da minha cidade e me deparei com esse ursinho lindo aí do lado. E juro: eu, que odiava ler, comprei o livro porque eu amei a capa! Sim! Também li a sinopse atrás e me interessei. Comecei a ler e demorei um ANO pra terminar. Claro, eu não tinha o costume de ler. Só que acabei me apaixonando sem querer, hahahaha. Resultado: li o segundo livro dessa série em uma semana. E depois disso comecei a comprar livros como se o mundo fosse acabar no dia seguinte. E pra quem não leu, super recomendo! Não se baseiem pelo filme que ficou uó. É uma história muito boa. <3 E lembrem-se, vale sim julgar o livro pela capa! Você pode se surpreender.

     

    5- Hades • Deus dos mortos: Um personagem que você mataria?

    Dolores the cow Umbridge: acho que dispensa comentários, hahahaha.

     

    6-  Héstia • Deusa virgem do lar: Um personagem que você levaria para casa?

    livro5Newt: confesso que vi o filme antes de ler o livro. Amei tanto o filme que na mesma semana comprei o box com todos os livros da série Maze Runner. E foi amor a primeira vista pelo Newt, tanto no filme quanto no livro. <3 Ele é muito pra casar, hahahaha. E o Thomas Brodie-Sangster ficou simplesmente perfeitão no papel. Preciso desse cara na minha vida gente o ator e o personagem, hahaha! E pra quem ainda não leu essa série: corre! Sacou a referência, hahaha? Foi, provavelmente, a série com o melhor final que eu já li! Além de eu ter devorado esses livros em poucos dias. É muito amor. <3

     

     

    7- Afrodite • Deusa do amor e da sensualidade: Um livro pelo qual você se apaixonou?

    livro5Maze Runner: hahahahaha. Não queria repetir nenhum livro na tag. Mas pra esse item, se não fosse Maze Runner, seria A Maldição do Tigre. <3 Como disse acima, essa série me prender de uma maneira… Extremamente bem escrito, os personagens são cativantes e você se sente junto dentro da história. Em vários momentos eu perdia o fôlego enquanto lia. Sim. Lendo um livro. Deitada na cama. Mas essa série é aquela que te faz trancar a respiração de tanta ansiedade, hahaha. E posso dizer o mesmo da Maldição do Tigre. Leia ambas as séries que não irá se arrepender. :D

     

     

    8- Apolo • Deus do sol e da arte: Um personagem artista?

    livro6Grover Underwooddemorei pra encontrar esse. A maioria dos livros que eu leio são de fantasia e aventuras, dificilmente alguém para pra pintar uma tela, hahahaha. Mas, enquanto encarava a minha estante de livros, passei os olhos em cima dos livros de Percy Jackson e eu pensei: “Peraí! O Grover toca flauta!” Hahahahaha. Então, está aí. :D

     

     

     

    9- Ares • Deus da gerra: Um livro ou personagem que te deixou com ódio?

    livro7Jonathan/Sebastian Morgenstern: que carinha mais irritante/nojento. Nunca gostei dele. Como diria o Chapolin: desconfiei desde o princípio, hahahaha. Ele na verdade só aparece a partir do terceiro livro. E sobre a série dos Instrumentos Mortais, super recomendo também! Ainda falta o último livro pra eu terminar. E temos a série também. Apesar de terem mudado bastante a história, estou gostando! Recomendo. :)

     

     

     

    10- Ártemis • Deusa virgem da caça: O livro que te levou a grandes aventuras?

    livro8O Hobbit: impossível falar aventura e não lembrar do Hobbit. Sou apaixonada por livros ambientados em lugares diferentes do lugar onde vivemos – hello, earth! Hahaha. Sr. Tolkien conta tudo de uma maneira que parece que você está lá nesse lugar e que ele de fato existe. Outro livro que te deixa com a ansiedade a mil! Se você não leu ainda, apenas corre! O Hobbit é perfeito pra quem quer começar a entrar no mundo do Tolkien, ele tem uma linguagem bem fácil. Porque começar pelo Senhor dos Anéis, pode ser mais difícil, hahaha. Quem já leu sabe! Mas recomendo os dois. <3

     

    11- Atena • Deusa virgem da sabedoria: Um personagem que te inspira?

    livro11Albus Dumbledore: demorei pra encontrar esse. Nunca tinha parado pra pensar nisso. Acho que o fato de eu não ter UM livro favorito (rei, haha) contribuiu na indecisão. Escolhi o Dumbledore porque… Todos deveriam ser como ele! Como dizem nos memes: be like Dumbledore, hahahaha. Ele é gentil, paciente, super inteligente e extremamente badass. The sass is strong with this one, hahahaha!

     

     

     

    12- Dionísio • Deus do vinho e das festas: Qual foi a sua maior ressaca literária?

    livro12O Lorde Supremo: o que dizer da trilogia do Mago Negro que no início achei que era uma droga e depois fiquei um mês chorando depois que terminou? Hahaha. É, essa série começa bem devagar e só engrena na metade do primeiro livro. E depois, chega num ponto que não dá mais pra largar. Essa série tem o tipo de romance que eu A-D-O-R-O! (Tipo Bela e a Fera e o Fantasma da Ópera). E dei o azar muito grande, pois a maior tpm que já senti na vida coincidiu com a semana que eu terminei esse livro. Eu fiquei ARRASADA! Chorei litros e fiquei mais ou menos um mês na bad! Não consegui começar outro livro por meses depois, tamanha foi a depressão quando terminei o Lorde Supremo, hahaha. O que me curou da bad foi descobrir que a série tem uma continuação! Obviamente, fui correndo comprar. Só que até agora não li, hahaha! Os livros chegaram meses depois  (comprados na amazon) e nesse ponto eu já tinha partido pra outra. Mas estou louca pra ler! Infelizmente, essa continuação não foi lançada no Brasil ainda. :( Mas, se gosta da trilogia do Mago Negro e sabe ler em inglês, só vai! :D

    13- Hefesto • Ferreiro dos deuses – Deus do ferro e fogo: Um livro que tenha ferro ou fogo na capa?

    livro9The Kill Ordermais um da série Maze Runner! <3 Só que não li ainda. Esse é o quarto livro da série mas ele conta os acontecimentos de antes do primeiro livro. Ele, inclusive, está na minha mesa de cabeceira esperando pra ser lido, hahaha. Mas acabei passando outros livros na frente. Com certeza é tão bom quanto os outros. <3

     

     

     

    14- Hermes • Mensageiro dos deuses – Deus do comércio: Um livro que você não compraria ou se arrependeu de ter comprando?

    livro10A Batalha do Apocalipseme perdoe se você gosta dessa série, hahaha. Li até uma parte mas simplesmente não vai! O pouco que eu li foi forçando, sabe? Parecido com GOT, a diferença é que eu adoro GOT… Mas A Batalha do Apocalipse não me prendeu. Não teve aquela mágica, hahaha. Não me identifiquei com os personagens ou sei lá. Só sei que não curti. Vou tentar de novo? Com certeza. Mas quando isso vai acontecer?! Hahaha. No idea.

     

     

     

    indic

     

     

    1. Avec Snow
    2. Loud Like Moi
    3. Book Nerd
    4. Babee
    5. Fotografario

    Essa foi a tag! :D Aqui em cima você confere o pessoal que indiquei pra responder também. Coloquei alguns dos blogs que eu acompanho (btw, prometo que vou atualizar o blogroll logo!). Espero que tenham gostado da tag, deixe nos comentários se você já leu algum desses livros! E não esqueça de curtir a fanpage do blog. <3

    Share:
    Livros

    Resenha: Crossed (Travessia) • Ally Condie

    crossedHey there! O ano está acabando minha gente. E para aproveitar as férias e o feriadinho de Natal, fiquei lendo Crossed! Eu jurava que essa resenha ia sair pelo final de Janeiro, tamanha era a minha animação pra ler esse livro. “Oh, Dani! Essa é a parte que você diz que se apaixonou pelo livro e devorou ele em dois dias? *-*” Ahn… Não. Na verdade, devorei ele em UM dia. Mas não, eu não me apaixonei por ele. Eu só não tinha mais nada pra fazer mesmo. Brincadeiras à parte, no domingo (27) estava naquela preguiça de sair da cama ou de ver filmes o dia inteiro (como fiz no sábado hahaha), então resolvi dar um update na leitura e, de fato, acabei devorando o livro inteiro no mesmo dia. Pra quem não sabe, Crossed (Travessia) é a continuação de Matched, livro que já fiz resenha e você pode ler aqui. Queria lembra-los que como estou lendo essa série em inglês, informações técnicas e nomes serão da versão original e não a traduzida, ok?!

    Título original: Crossed
    Título Brasileiro: Travessia
    Autor(a): Ally Condie
    Nota:
    Páginas: 367
    Lançamento: 2011
    Editora: Speak
    Idioma: Inglês
    ISBN: 9780142421710
    Comprar: SubmarinoSaraiva

    Sinopse: Fora da Sociedade, as regras são diferentes. O futuro de Cassia, que um dia fora traçado com perfeição pela Sociedade, não poderia ser mais incerto agora. Ela parte para as Províncias Exteriores à procura de Ky, aprisionado e levado para o que parecia a morte certa. Mas a chegada lhe reserva uma boa surpresa: Ky conseguiu fugir para os imponentes cânions da região. O que não tornará mais fácil a missão da moça: os cânions são inóspitos, traiçoeiros e não se sabe de ninguém que tenha conseguido desbravá-los. Nesta fronteira selvagem, Cassia conhece a promessa de uma vida diferente e testemunha os primeiros sinais de uma rebelião. Mas mesmo que ela esteja – e está – disposta a sacrificar tudo para se reencontrar com Ky, novas reviravoltas da parte de Xander podem mudar o jogo. Narrada em pontos de vista alternados por Cassia e Ky, esta continuação de Destino levará os dois aos rincões mais distantes da Sociedade, onde a vida é muito diferente do que os dois conheciam.

    Fonte: Submarino

    Gostei mais de Crossed do que Matched? Com certeza. A história foi excitante e emocionante? Definitivamente, não. O meu desapontamento com a série continua. O que posso dizer de bom é que o livro tem uma linguagem fácil e a leitura é rápida (jamais eu conseguiria ler um livro que não estou empolgada, em um dia, caso não fosse assim). E, também, houve um desenvolvimento maior dos personagens, o que gostei muito. Porém, ainda acho que isso deveria ter sido feito no primeiro livro.

    Em Crossed, o cenário muda. Não estamos mais na Sociedade, mas sim acompanhando Cassia e Ky (em capítulos intercalados) por um emaranhado de Cânions. Cassia, em busca de Ky. E Ky, tentando escapar da morte. Ambos, estão acompanhados de novos personagens: Indie, Vick e Eli. É de se esperar uma aventura emocionante por um ambiente inóspito como esse, certo? Pena que isso não acontece. Apesar de ter mais ação, o livro segue a mesma linha de seu antecessor. Basicamente, nada acontece para no final deixar você empolgadinho inho mesmo com alguma coisa sem muita grandiosidade. Fico muito chateada com isso, pois o cenário em que a história ocorre é cheio de possibilidades. Dar ao leitor a experiência de sobreviver à fome, o cansaço e a exaustão, estar perdido num ambiente totalmente estranho a qual está acostumado a viver, lutar contra as forças da natureza, acidentes devido ao terreno acidentado e, até mesmo, lutar contra a própria mente, que acaba sofrendo por causa do estresse que os personagens estão submetidos. Seria, realmente, muito interessante, né?  Mas não há isso. A autora descreve esses problemas, muito brevemente, como se não fosse um elemento a considerar. Afinal, nem a Sociedade nem a persistência do instinto humano estão presentes nessa “aventura”. Depois que percebi que a Sra. Condie não ia dar muita atenção a questão da sobrevivência das personagens, achei que iria, ao menos, criar problemas vindos por parte da Sociedade, como perseguições, ataques, algo para deixar a passagem pelos Cânions mais interessante e perigosa, de maneira a deixar o leitor naquela ansiedade pra saber o que vai acontecer depois.

    A única coisa que parece mover a história pra frente, é a paixão de Cassia por Ky e vice e versa. A determinação de cada um, para se reencontrar com o outro. Infelizmente, apesar de achar que o casal pode e deve dar certo, desde o primeiro livro não consigo acreditar no romance dos dois. Eles são um casal muito Edward e Bella, sabe? Cassia viu o rosto de Ky numa tela e instantaneamente se apaixona por ele. Tipo…

    2

    Hahaha. Tá, Cassia não pensa em casar com Ky. Mas, de fato, é um amor difícil de acreditar. Porquê eles se apaixonam? O que sabemos é que os dois gostam de poesia e… só. Realmente, não consegui entender o porque seria certo os dois ficarem juntos. A autora não descreve esse sentimento com mais detalhes, sabe? Ela simplesmente diz que “eles se amam e ponto final”.

    Ainda assim, não é um livro ruim. Apesar que poderia ser muito melhor aproveitado, mais desenvolvido, pois a ideia é extremamente interessante, ele é bem escrito. E é bom para passar o tempo quando você não tem mais nada para fazer. Ainda é cedo pra dizer, ainda falta o último livro mas, se alguém viesse me pedir sugestões de livros de mundos distópicos (quem leu a resenha anterior sabe que sou fã <3) eu, provavelmente, não recomendaria esse. Mas, vamos ver o que Reached trará.

    fangirl_no

    Confesso que foi difícil e está sendo difícil, escrever resenhas dessa série. O pouco que acontece na história não é muito interessante, apesar que, no fim de Crossed eu cheguei a soltar um “Puta que pariu!”. Hahahaha. Em breve, trarei a resenha do último livro, Reached. Espero que tenham gostado dessa Resenha. Sugestões e críticas construtivas serão muito bem-vindas. E só queria lembrar que tudo que falo aqui é minha opinião pessoal sobre o livro, cada pessoa pode ler e ter uma opinião diferente a respeito. Então, se você não concorda com algo, I don’t really care. HAHAHA, brinks. xD Ah, e lembrem-se de curtir a fanpage do blog! Xoxo. :*

    Share:
    Compras

    Wishlist de Natal

    wishlist_title

    Hey there! Como está as preparações de Natal na casa de vocês? Como já falei no post anterior o Natal é o meu feriado favorito! E pra mim ele se estende muito além dos dias 24 e 25 de dezembro. Dia 1º de novembro minha árvore já está toda montada e linda do jeito que eu amo! No post anterior eu dei dicas sobre alguns dos filmes natalinos que eu assisto todo fim de ano e, em breve, farei um post sobre comidas natalinas (apesar das minhas habilidades de masterchef serem nível baby). Para hoje, contudo, trouxe a minha wishlist de Natal! Porque os presentes também são umas das coisas mais legais desse feriado e tenho certeza que você gosta deles também. Minha lista tem 10 itens que, obviamente, não “planejo” adquirir por enquanto (a menos que o Papai Noel dê um help hahaha), por motivos de: ou é muito caro ou não tenho dinheiro ou é muito caro. :( Afinal, se eu de fato fosse comprar tudo essa lista não seria “wishlist”, certo?

    wishlist

    1. Disney Book: se isso já não ficou claro, sou Disney Freak de coração! E tenho uma mini-coleção de livros relacionados à Disney. Me deparei com esse aí enquanto “zapeava” alguns produtos na Saraiva e fiquei super interessada.

    2. Luminária de globo: ok, eu não sei de onde surgiu minha obsessão por globos, só sei que ela existe e é bem forte. Um dos muitos sonhos que tenho nessa vida é ter um globo e iluminado de preferência então, quando vi esse da Imaginarium eu soube que ele deveria ser meu para cuidar e amar. <3

    3. Camiseta Dancing whit Baby Groot: outra vício que tenho é com camisetas de personagens. Meu guarda-roupas se resume a camisetas da Disney e de alguns outros personagens aleatórios. Há um ano conheci a Nerd Universe, uma loja super geek que vende camisetas, moletons e colecionáveis. Desde então eu estou sempre olhando a loja pra ver as novidades. Há uns meses vi essa camiseta do Baby Groot e dei gritinhos de fangirl. Afinal, Baby Groot é só amor!

    4. Perfume Valentina Pink – Valentino: nos últimos meses perfume se tornou o meu produto de beleza favorito! Conheci esse perfume através da blogueira Karol Pinheiro e, apesar de eu nunca ter sentido o cheiro dele, a descrição que ela fez em um vídeo foi o suficiente pra saber que é o cheiro que eu quero pra mim.

    5. Barbie Holiday 2015: outra coleção que tenho é de Barbies de colecionador. Na real tenho apenas três delas, não sei se pode ser chamado de coleção. Porém duas delas são da linha Holiday que é a coleção natalina da boneca. Sou fascinada por essa linha! Só que, infelizmente, são Barbies caras e difíceis de encontrar. Essa, por exemplo, já não está mais disponível nas lojas brasileiras.

    6. Charm Meia Surpresa de Natal: Pandora é vida, certo? Imaginem como essa com quem vos fala pirou quando viu que lançaram uma coleção de charms de Natal. Tem um mais lindo que o outro mas, esse da meia roubou meu coração. Ja pensou se juntassem Natal + Disney em um charm?! Ataque cardíaco total!

    7. Blu-ray Barbie e o Portal Secreto: além de colecionar Barbies e filmes da Disney, também coleciono filmes da Barbie! Esse é um dos últimos que foi lançado e, então, precisa ir para minha prateleira.

    8. Blu-ray Barbie Super Princesa: Idem ao de cima!

    9. Ray Ban Aviator Bronze – Espelhado Roxo: óculos espelhados estão super na moda! Já adquiri o azul com armação dourada. Depois que vi esse roxo, foi só amor no coração. <3

    10. Oceano Perdido: um livro de colorir (adoro <3) com temas marinhos?! Vem pra mim que desejo lhe usar!

    Então, essa é a minha listinha para o Papai Noel! Haha, capaz. O que achou desses itens? Tem algum deles que você também quer? Ou tem algum presente que você quer que seja bem diferente? Deixa aí nos comentários a sua resposta! Um Feliz Natal com muitos presentes pra você! :D

    Share: