Livros

Resenha: A Guardiã de Histórias

guardia2

Este é mais um daqueles livros que você acha que é uma coisa e acaba sendo outra completamente diferente quando você começa a ler. Um bom exemplo disso é a protagonista de A Guardiã de Histórias, Mackenzie. Ela não é aquela personagem clichêzona, que descobre que tem um poder e sai e sai numa grande aventura por um mundo desconhecido (apesar de eu amar isso, hahaha).

Nessa história (com h minúsculo, viu? hahaha), Mac já sabe o quê ela é. Durante o livro somos apresentados ao “trabalho” que ela faz, gradualmente, em forma de flashbacks que se misturam ao enredo principal (quem assiste Arrow vai entender do que estou falando). Assim, a autora nos explica como funcionam o Arquivo, os Extreitos e quem são as Histórias (com H maiúsculo). Nos primeiros capítulos você fica boiando no assunto, hahaha. Afinal, como eu mencionei, a personagem já tem um passado, ela já se descobriu. Não é algo que vamos descobrindo juntos (o leitor e a personagem), como acontece na maioria dos livros.

O enredo no geral é relativamente simples. Um mistério se cria e Mac precisa resolvê-lo. Apesar de simples, e envolvente, praticamente engoli o livro, de tanta ansiedade, para descobrir o desfecho. A linguagem fácil que a autora usa só ajudou para que eu concluísse o livro em poucos dias.  Além disso, Mac não é a típica protagonista que vemos por aí, aquela menina insegura que descobre que é forte conforme as coisas vão acontecendo. Como eu disse, ela já sabe quem é e qual o ser dever. Ela já é uma pessoa forte.

No livro ainda temos de cenário principal um Hotel antigo que foi convertido a um prédio de apartamentos. Achei muito genial e consigo, tranquilamente, ver a história transformada num filme! Pois, além disso, temos uma pitada de romance, que aparece de forma sutil mas que, ainda assim, te deixa fangirling real hard, hahahaha. E, é claro, o mistério que Mac precisa solucionar!guardiaGRITOS

No geral, gostei muito do livro. Achei que poderia ser mais desenvolvido? Sim. Mas não acho que isso tenha prejudicado a história de qualquer maneira. O final deixa uma margem tanto para conclusão da história como para uma continuação. Se for o primeiro caso, não ficarei decepcionada. Até por isso, acho o livro perfeito para quando você não tem muito tempo para ler trilogias ou série de cinco ou seis livros (convenhamos, né minha gente, quando é o caso, é impossível ler só um) mas, ainda quer ter algo para ler. Então, A Guardiã de Histórias está super recomendado!

Share:
Post Anterior Próximo Post

Posts Relacionados

Nenhum Comentário

Responder