Browsing Category:

Livros

    Livros

    Resenha: Livro de Marcar Filmes

    livro_filmes

    Primeiro de tudo, eu AMO livros interativos. Foi uma das melhores ideias que poderiam ter inventado nesses últimos anos. E com o crescimento do “gênero” no nosso país, a expectativa está ficando cada vez maior. O mínimo que eu espero de um livro interativo é que ele seja diferente. Cores diferentes, diagramação diferente, texturas diferentes. Em outras palavras: o livro tem que ser bonito!

    E isso super acontece com o Livro de Marcar Filmes. O formato é menor que um livro comum mas a boniteza dele é bem maior, hahaha. A começar pela capa! Além de ser uma cor super vibrante, a capa tem uma textura diferenciada. A parte rosa é bem ásperazinha, o que torna a sensação de segurar o livro muito boa. Tenho vontade de ficar alisando a capa o dia todo, hahaha. Resumindo: se você está procurando um livro bonito pra fazer parte da sua decoração, ele é perfeito!

    FullSizeRender-2Now, let’s get to business. Porque nem só de capa se faz um livro. O design e diagramação do interior é tão lindo quando o exterior. Tudo rosinha (<3), com ícones fofos e fontes agradáveis. E é claro, estamos falando de filmes aqui então, o livro é todo divido nos assuntos que mais interessam nesse quesito. Como por exemplo, existe uma parte dedicada a todos os filmes que já ganharam o Oscar de melhor filme até 2015, contando com um espaço para acrescentar os filmes ganhadores até 2019! Em praticamente todo o livro, os filmes estão acompanhados de checkboxes (ou quadradinhos, hahaha) de assistido e a assistir para você marcar.

    A organização é boa e os tópicos interessantes mas, confesso que achei o livro mais divertido do que funcional. A princípio não qual era o objetivo entre esses dois. Não espere que você vai poder marcar e organizar todos os filmes que você já viu na vida (até porque em alguns tópicos dá pra pouco mais que 10 filmes). Basicamente, é para os “extremos”, você coloca os filmes que MAIS gosta e na parte “filmes que odiei” coloca os que MAIS odeia, por exemplo, e não todos que você odiou na vida.

    Outro ponto a ressaltar, na parte “animações mais legais” vou ter um problema pra preencher, hahahaha. A Disney freak aqui não vai poder escolher apenas seis filmes. Então, como eu disse ali em cima, é só para os favoritos MESMO.

    FullSizeRender-3

    No geral, achei um livro super fofo. Lindo de usar na decoração, diferente e divertido. Os requisitos básicos de um bom livro interativo. Mas, não vai ser um espaço para você catalogar filmes, hahaha. Se quiser fazer isso, ao melhor estilo Skoob, recomendo procurar um site especializado.

    Share:
    Livros

    Resenha: A Queda dos Anjos

    anjos

    O que dizer dessa série, que mal conheço e já considero pakas. Hahahaha. Diferente de Nunca Jamais, fiquei super animada pra ler A Queda dos Anjos. Pois, depois de ler a sinopse, vi que ele se encaixa perfeitamente no meu gosto para livros. Posso dizer com todas as letras que não me decepcionei. <3

    Apesar do intuito da trama ser uma pegada mais sombria, a leitura é bem leve e rápida. Outro livro para comer com ketchup e maionese! Os personagens são bem desenvolvidos e o que eu gostei muito é a história não se passar nem muito rápido e nem muito devagar. Existem livros que demoooooram pra chegar ao ponto. Já outros chegam nele rápido demais. A Queda dos Anjos está na medida certa.

    Apesar de ter achado muito amor (<3), tenho alguns pontos “negativos” (só que não). Hahaha. Não chegam a ser pontos negativos, pois não foram suficiente pra diminuir uma estrela na nota. Enfim, alguns tópicos a ressaltar: isso até não me incomoda tanto mas, o enredo é muito simples, basicamente o que você leu ali em cima. Penryn vai atrás da irmã com a ajuda de um anjo. E… só. Hahaha. O livro nos mostra um cenário pós-apocalíptico. Cria váaaarias perguntas e não responde nenhuma delas. Como por exemplo: what the f*ck happened?! Mas como eu disse, isso não chega a ser um problema, afinal teremos mais livros (yaaay! Dá um ligeirão aí Galera. <3)

    Mas o que realmente me incomodou bastante (mas não o suficiente pra baixar uma estrela, hahaha) foram os anjos. A autora passa o livro inteiro falando como eles são os phodas, e os humanos seres inferiores não dignos de atenção. E ainda assim, os anjos falam como humanos. Fiquei tipo: what?! É claaaro, não acho que eles deveriam falar como se estivessem fazendo um discurso presidencial mas né. Podiam falar de um jeito diferente. Afinal, conforme eu ia lendo, eu esquecia que o Raffe e os outros eram anjos, pois pareciam como qualquer outra pessoa falando.

    anjos_foto

    anjos_grito

    Agora a parte interessante: eu super curti o livro? SIM! Amei. Mesmo. Shippei o casal. Adorei o cenário pós-apocaliptico. E estava achando um livro super amor… Até chegar no final. Gente. OMG. Se você gosta de American Horror Story, A Queda dos Anjos é um MUST. Eu estava super de boa e do nada o livro vem super CREEPY pra cima de mim, hahahaha. Creepy mesmo! Não estava esperando e achei demais. Porque não pouparam nem os “inocentes”, hahaha. É de sangue e tripas pra cima! Amei. <3 Só leia, que é sucesso!

    Compre: Submarino  •  Saraiva

    Facebook   //   Instagram   //   Twitter   //   Bloglovin   //   Skoob

    Share:
    Livros

    Resenha: Nunca Jamais

    nuncajamais

    Preciso confessar. Estava com certo receio desse livro. A minha experiência com livros de mistério fica na base de Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, hahahaha. Já falei em outras resenhas, os meus gêneros de livros favoritos são distopias e fantasia. Não importa o gênero “extra”. Pode ser romance, terror, galinha pintadinha, ou whatever. Desde que tenha algo que não exista no nosso mundo “real” (uma Terra diferente, poderes, criaturas, etc). Então, com Nunca Jamais, senti aquele receio que todo mundo sente quando vai sair da zona de conforto. Tinha medo de não conseguir ler tudo, odiar, achar chato e de ter que me forçar a ler. Man, was I wrong

    Resumindo: com 20 páginas lidas eu estava tendo um ATAQUE de ansiedade/nervosismo pra saber o quê diabos estava acontecendo! E eu amei isso, hahaha. O enredo é relativamente simples: a Charlie e o Silas perderam a memória e devem descobrir como e porquê. Mas, o livro foi escrito de uma maneira muito descontraída que parece que você está de fato vivendo aquilo ou, ao menos, faz você pensar em como seria se isso acontecesse com você. E então, você aprende, junto dos personagens, coisas básicas como: “onde eu moro?” e “qual o nome dos meus pais?”. Apenas, incrível.

    E os personagens. Amei. Simplesmente, amei. São extremamente cativantes. Principalmente, a Charlie. Gostei muuuito dela porque achei que temos personalidades MUITO parecidas, com excessões em alguns quesitos, hahahaha. Ela é muito forte, determinada e independente e quanto mais fraca/frágil ela se sente, mais durona ela fica. <3 E o Silas é amor, apenas. Hahahaha. Ele é o típico cara que todas nós já sonhamos um dia!

    “Não existe protocolo a ser seguido quando alguém quer consolar a namorada de quatro anos que conheceu pela manhã.”

    Eu amei tanto (muito mais do que eu achava), que acabei começando e terminando o livro no mesmo dia! Simplesmente comi com ketchup e maionese. Foi uma delícia! <3 Afinal, a linguagem é muito fácil e rápida de ler. Como sou acostumada a ler livros em inglês, quando leio em português fico atenta em como o livro foi traduzido. E achei ótimo. Então, tudo somou para que eu devorasse o livro inteiro rapidinho! Outra coisa que adorei, o nome em inglês do livro também foi colocado na capa. <3

    nuncajamais_foto nuncajamais_gritos

    Enfim, o livro é muito bom. Bem desenvolvido, os personagens cativantes, enfim, estava adorando mas de maneira normal, sabe? Antes de chegar ao final, estava apenas considerando um livro bom. Agora, imagine a seguinte situação: você está sentando em algum lugar, fazendo qualquer coisa aleatória (lendo um livro, perhaps?), e do nada chega alguém e mete uma torta na sua cara! Essa foi a reação que tive quando cheguei ao final. Eu sou o tipo de pessoa que quando está lendo ou vendo algum filme, consigo prever o que vai acontecer em seguida (mas eu guardo isso pra mim, ficar contando o filme no cinema pros amiguinhos não é legal, tá people?). É automático. Meu cérebro vai analisando as várias possibilidades e chega na mais provável. Bom, tenho até vergonha de admitir isso. Mas eu não esperava aquele final. E foi nesse momento que o livro deixou de ser bom, pra ser incrível! Quando fechei o livro estava com sangue nos olhos, hahahahaha! E a única coisa que posso dizer é: quero mais.

    Compre: Submarino  •  Saraiva

    Facebook   //   Instagram   //   Twitter   //   Bloglovin   //   Skoob

    Share:
    Livros

    As capas mais bonitas da minha estante

    header

    Hello people! Quase achei que não ia sair post hoje. Essa semana foi super corrida e o fim de semana nem existiu praticamente, hahaha. Na real, esse mês inteiro está sendo corrido (e só estamos na metade) por isso, nem consegui arrumar meu calendário de posts. Estava super na dúvida do que postar quando achei o post Aléxia do blog Flores no Outono e fiquei super inspirada!

    Tentei fazer um “resumo” das capas que eu mais gosto da minha estante! <3 E foi muito bom fazer uma visitinha nela, hahahaha. As vezes, até esqueço dos livros que eu tenho! Acho que já comentei aqui no blog, mas eu sou uma super julgadora de capas de livros. Sabe a história “não julgue um livro pela capa”? Pra mim, isso não existe. Capa está lá para ser julgada se não, o livro não vinha com capa nenhuma! Afinal, a capa é o primeiro contato que você tem com o livro, então SIM! Você deve julgar a capa, pois, é ela que vai vender o livro. Se eu vejo uma capa feinha, já não dou bola pro livro.

    É claro, A Bússola de Ouro é meu xodózinho (como já falei nesse post), então ele tinha que estar aqui. Foi por causa dessa capinha linda, maravilhosa, diva, perfeita, que eu virei a leitora que eu sou hoje! <3 Então falo de novo, julgue o livro pela capa! Hahahaha.

    É claro, A Bússola de Ouro é meu xodózinho (como já falei nesse post), então ele tinha que estar aqui. Foi por causa dessa capinha linda, maravilhosa, diva, perfeita, que eu virei a leitora que eu sou hoje!

     Esses clássicos da Barnes&Noble (olha o post aqui) são maravilhosos. E esse do Peter Pan é muito amorzinho. <3 E, só quero dizer que: capa dura é a melhor coisa da vida.

    Esses clássicos da Barnes&Noble (olha o post aqui) são maravilhosos. E esse do Peter Pan é muito amorzinho.

    Outra capa dura! <3 E esse livro resume a série inteira de Os Heróis do Olimpo. Na verdade, resume, praticamente, todos os livros do Rick Riordan. Amo capas super coloridas e ilustradas! *-* Vai disser, esses aí conseguem chamar a atenção na estante.

    Capa dura. Roxo. Dourado. Alto-relevo. Amor. <3

    Capa dura. Roxo. Dourado. Alto-relevo. Amor. <3

    E por fim, a Maldição do Tigre. Mais uma vez, esse resume a série toda. São capas lindas com cores maravilhosas! E notei a minha tendência de gostar de capas com animais, hahahaha. <3

    E por fim, a Maldição do Tigre. Mais uma vez, esse resume a série toda. São capas lindas com cores maravilhosas! E notei a minha tendência de gostar de capas com animais, hahahaha. <3

    Lembrando que as fotos não estão em nenhuma ordem particular. E quero mandar um agradecimento especial para o Woody, que apareceu em quase todas as fotos. HAHAHAHA. <3 Enfim, espero que tenham gostado! E deixe nos comentários nomes de livros que você acha que a capa seja bonita e se você julga o livro pela capa, como eu! *-* Beijo do Woody pra vocês! <3

    Share:
    Livros

    Resenha: Reached (Conquista) • Ally Condie

    reachedHeey! Antes de mais nada, quero dar um aviso. Devido ao retorno das minhas aulas na faculdade, a frequência de posts passará a ser uma vez por semana, nas terças-feiras. Voltando a programação normal: senhoor, que alegria, acabei esse livro, finalmente, aleluia irmãos, socorro! Tá, não é pra tanto. Mas, vou dizer, estava muito ansiosa pra terminar essa série. Porque desde o primeiro livro, ela não me conquistou. É boa? É. Mas não é óoootima. Se você perdeu as resenhas dos dois livros anteriores, clique aqui e aqui. E vamos, lá!

    Título original: Reached
    Título Brasileiro: Conquista
    Autor(a): Ally Condie
    Nota:
    Páginas: 512
    Lançamento: 2012
    Editora: Speak
    Idioma: Inglês
    ISBN: 9780142425992
    Comprar: SubmarinoSaraiva

    Sinopse: Depois de deixar a Sociedade para buscar desesperadamente a Insurreição (The Rising), e um ao outro, Cassia e Ky encontraram o que estavam procurando, mas ao custo de perder um ao outro mais uma vez. Cassia é mandada à Cidade Central, Ky fora das fronteiras, um piloto com Indie. Xander é um médico, com um segredo. Muito em breve, tudo muda novamente.

    Fonte: Skoob

    Ok. Pra começo de conversa, como vocês sabem (ou  não), estava lendo essa série em inglês. E agora, procurando pela tradução dos termos me dei de cara com Insurreição. Tipo… seriously people? Dá pra fazer bem melhor que isso né equipe da tradução? Então saibam que, quando eu falar The Rising, me refiro a “Insurreição”, hahaha.

    Mais uma vez, tenho queixas sobre o livro. E mais uma vez é sobre: nada acontece, praticamente, no livro inteiro! E não, dessa vez não estou exagerando. Pelo menos uns 70% do livro é tomado por capítulos que não acrescentam absolutamente nada a tudo que está acontecendo na história. Eu não espero que uma bomba exploda a cada 3 linhas do livro, mas eu leio esse gênero justamente para escapar da minha vida normal e sem graça, hahaha. Veja Percy Jackson por exemplo, cada virada de página é uma ansiedade pra saber o que vai acontecer. Isso não acontece nessa série.

    O que nos leva a minha segunda queixa, a passagem do tempo na história. Em alguns livros, como Game of Thrones, passar de um capítulo para outro te leva a dias, meses, a frente do que está acontecendo e funciona. Mas em Reached, isso não funciona. De um capítulo para o outro se passam várias semanas, mas fica subentendido em algumas partes, que essas semanas que a autora “pulou” aconteceu algo relativamente importante, que ajudaria no desenvolvimento da história. Outra coisa é, tem toda essa lentidão na primeira metade do livro e a partir da segunda metade, quando as coisas começam a ficar um pouco mais interessantes, tudo começa a acontecer muito rápido! Não tem um equilíbrio.

    Algo que me incomoda desde o primeiro livro, é o fato do mundo não ser explorado. É um livro distópico, ou seja, estamos em um mundo, ambiente, sociedade, diferentes de como acontece na nossa Terra. Mas a autora não desenvolve isso, ela fica naquela rodinha Cassia, Ky e Xander. Daí o mundo tá explodindo lá fora, mas nós, os leitores, não estamos sabendo de nada. Eles falam do “Inimigo” várias vezes durante o livro, mas quem diabos é o Inimigo?  The Otherlands (não achei a tradução dessa), algo como as “outras vilas”, são introduzidas em Reached, mas o que que é? A pior coisa é introduzir algo na história e não explicar ao leitor em algum momento. A autora faz todo um suspense em cima disso, dizendo que quem vai pra lá nunca volta, mas não dá explicação nenhuma depois.

    E minha última reclamação: o antagonista. A Sociedade? A “Insurreição” (-.-)? Esse conceito fica bem confuso, a história apresenta essa luta contra o sistema que a Sociedade impõem, daí temos uma rebelião que na verdade não está se rebelando contra nada, pra terminar lutando contra uma doença que caiu de paraquedas na história. Tipo… Ahn?! Eu até diria que o antagonista é o tempo. Isso seria legal, né? Só que através do livro eu não consegui sentir aquela ansiedade e adrenalina que uma pessoa, normalmente, sentiria caso a população inteira estivesse morrendo devido a um vírus letal e contagioso.

    Mas não posso dizer que não gostei inteiramente, e agora, depois de ter terminado, confesso que sinto falta! Mesmo achando que várias partes do livro foram mal-desenvolvidas e algumas questões ficaram em aberto. E o que posso dizer é que esse é o tipo de livro que você precisa ler e tirar suas próprias conclusões. O livro é todo voltado pra poesias e tal, mas eu que não sou nem um pouco fã de poesia, posso não ter entendido as coisas de maneira correta. Mas no fim, eu gostei e valeu a leitura.

    fangirl_no

    E é isso. Espero que tenham gostado da resenha. Em breve, teremos muito mais! <3 Não esqueçam de curtir a fanpage, viu? Xoxo.

    Share:
    Livros

    Nova parceria • Galera Record

    galeraHeey people! :D Gente, vocês não imaginam a alegria que eu estou ao fazer esse post. Ontem a noite, recebi um e-mail suuper fofo da Galera Record, anunciando que o Up We Go foi selecionado como blog parceiro de 2016! WHAT?! Como assim?! Li e reli o e-mail umas 500 vezes, pra ter certeza de que eu não estava alucinando. Felizmente, eu não estava, hahaha. Pois, alguns minutos depois, vi a publicação da editora no facebook com a lista dos selecionados. E foi um momento muito lindo, ver o nome do meu bloguinho lá no meio de tanta gente! <3

    Eu estava esperando isso? NÃO! Tipo, não mesmo. Eu me deparei com a página pra inscrição de parceiros 2016 e disse: why not?! Mas, obviamente, nem passou pela minha cabeça que isso de fato, era uma possibilidade, sabe? Foi o legítimo “me inscrevi por me inscrever”. Afinal, o Up We Go é novo (tem dois mêsinhos <3), e não é um blog 100% literário. Resumindo, eu nem lembrava mais que tinha me inscrito, hahahaha. Até que aquele e-mail maravilhoso chegou ontem. E daí foi só amor! Naquele momento eu estava lendo um livro e perdi totalmente a concentração. Fiquei muito honrada de verdade, e agradeço demais a Galera Record pela oportunidade. Prometo que vou me dedicar bastante pra trazer resenhas cada vez melhor pra vocês. <3

    Se você não sabe quem é a Galera Record, ela faz parte do Grupo Editorial Record, uma editora que abrange váaarias outras editoras, nos mais diversos gêneros de livros. E a Galera Record entra na parte de livros infanto-juvenis (os meus favoritos da vida, hahaha), com títulos como O Diário da PrincesaAssassin’s Creed, Os Instrumentos Mortais (<3), The Walking Dead e por aí vai. É suficiente dizer que vem coisa boa por aí! Estou muito animada para os novos lançamentos e poder sair resenhando tudo por aí. Mais uma vez, agradeço demaais a Galera Record pela oportunidade incrível. Muito obrigada! :D

    E uma última coisa, agora temos Twitter! :D Então, siga-lá! Hahaha. E não esqueçam de dar like da fanpage do blog. <3 Tenham uma ótima semana! Xoxo. :*

    Share: